Cesto
0 artigos
O seu cesto está vazio
Subtotal
€0,00
Taxa de entrega a calcular na finalização da compra
€0,00
88284 Sambonet GIO PONTI CONCA Colher de mesa

Sambonet • GIO PONTI CONCA

Colher de mesa

Aço inoxidável. Feito em Itália. Desenhado por Gio Ponti. Edição Sambonet.

REF. 88284

C.20,6cm

€18,50
- +

Disponibilidade imediata

Serviço de entregas

Racionalismo e assimetria num clássico do design.

Após sessenta anos, foi dada uma nova vida ao projecto assinado por Gio Ponti, levando para a mesa uma colecção de cutelaria que, graças à sua assimetria invulgar, expressa o que apenas as obras de arte contemporâneas podem comunicar.

Em 1951, durante uma apresentação na Triennale di Milano, Gio Ponti descreveu os seus planos: através de um estudo antropológico cuidadoso, o designer tinha de facto desenvolvido um desenho racional para cada peça da colecção.

O racionalismo que marcou toda a sua carreira está também presente no desenho de cutelaria, para o qual o mestre analisou, sintetizou e apurou as características formais de cada talher. 

Gio Ponti (1891-1979), nascido em Milão, foi um arquitecto e designer italiano associado ao desenvolvimento da arquitectura moderna e do design industrial moderno em Itália.

Ponti formou-se em 1921 no Politécnico de Milão. De 1923 a 1938 trabalhou em design industrial para a fábrica de cerâmica Richard-Ginori. Em 1928 fundou a revista Domus, que influenciou a decoração de interiores, servindo como seu editor até 1946.

Graças à criação desta revista (que presidiu quase constantemente até à sua morte), Ponti deu uma contribuição intensiva para a renovação da produção italiana no sector, dando-lhe um novo ímpeto. Ponti foi um forte apoiante da Biennale Monza, depois da Triennale Milano, dos prémios Compasso d'Oro e da ADI (Association of Industrial Design). Foi também professor no Politecnico di Milano de 1936 a 1961. 

Na década de 1940 e início dos anos 1950, Ponti focou-se em criações únicas, demonstrando, desta forma, a perícia excepcional de artesãos locais. Na viragem da década de 1950, Ponti continuou o seu percurso prolífico, procurando constantemente combinar requisitos estéticos e funcionais.

Durante a sua carreira, que se estendeu por seis décadas, Ponti construiu mais de cem edifícios em Itália e no resto do mundo, e é considerado como um mestre do design do século XX e um defensor entusiasta da arte de viver ao estilo italiano.

Em 1856, Giuseppe Sambonet, filho de um nobre de Vercelli e licenciado em Belas Artes, obteve a patente de Mestre de Ourivesaria e criou a empresa Giuseppe Sambonet, registando o seu punção com as iniciais 'GS' na Casa da Moeda de Turim. No início do século XX, a empresa que fundou era fornecedora oficial de muitas famílias nobres, incluindo a Duquesa de Génova e o Conde de Turim.

Em 1932, a Sambonet foi a primeira empresa em Itália a criar uma fábrica de produção à escala industrial capaz de produzir artigos galvanizados e de prata maciça. Em 1938, desenvolveu um processo inovador para a produção de talheres de aço inoxidável, aperfeiçoando a técnica da galvanoplastia. Em 1947, iniciou a produção de facas e lâminas de aço inoxidável com tecnologia própria.

Fabricadas com materiais de alta qualidade, perícia artesanal, técnicas de produção de última geração e segredos transmitidos pela tradição de ourivesaria da marca, as colecções da Sambonet representam hoje a combinação perfeita de excelência italiana e bom gosto.