Cesto
0 artigos
O seu cesto está vazio
Subtotal
€0,00
Taxa de entrega a calcular na finalização da compra
€0,00

Santo Condestável

Desde meados do século XVIII, são identificados, no subsolo de Campo de Ourique, pedreiras calcárias, barreiros e saibreiras, já em plena actividade quando se dá início ao processo urbanístico da zona nos anos 70 do século seguinte. A proximidade da ribeira e vale de Alcântara, um dos mais relevantes pólos fabris da cidade de Lisboa, terá levado à fixação populacional e à instalação de indústria e, à medida que se intensificava o mercado de construção na cidade, surgiram também os fornos de cal, material essencial à construção.

1951, já na fase final do processo urbanístico do bairro, é erigida, em parte dos terrenos da antiga Empreza Cerâmica de Lisboa, um dos últimos resquícios da actividade industrial da zona, a imponente igreja do Santo Condestável, obra referência do chamado estilo Português Suave.

Numa rua estreita, ali ao lado, encontramos este projecto dos arquitectos Manuel Aires Mateus e Miguel Passos de Almeida que parte da fábrica pré-existente como espaço dessa memória industrial.

As fachadas destacadas deixam a chaminé solta e criam dois pátios em simetria que, qual Ma, na filosofia japonesa, organizam o processo de movimento de um lugar para o outro, onde cada seixo é meticulosamente disposto, cada árvore plantada tendo em conta o seu ciclo de coloração. Um intervalo que determina o modo como as pessoas vão realizar os movimentos e a respiração no percorrer do espaço de acesso à casa.

... cada seixo é meticulosamente disposto, cada árvore plantada tendo em conta o seu ciclo de coloração.

As pequenas áreas em baixo, mais íntimas, libertam na forma arquetípica do antigo armazém, um grande espaço no primeiro andar - sala com cozinha organizada pela presença de uma longa mesa por baixo da qual se lhe acede.

Aliados aos elementos arquitectónicos preservados, novos elementos geométricos criam jogos de luzes e sombras escultóricas vivas que ganham novas formas ao longo do dia.