Cesto
0 artigos
O seu cesto está vazio
Subtotal
€0,00
Taxa de entrega a calcular na finalização da compra
€0,00
83295 Cassina OLIMPINO Mesa
83295 Cassina OLIMPINO Mesa
83295 Cassina OLIMPINO Mesa
83295 Cassina OLIMPINO Mesa
83295 Cassina OLIMPINO Mesa
83295 Cassina OLIMPINO Mesa

Cassina • OLIMPINO

Mesa

Estrutura em metal lacado a preto, com tampo em vidro e pés em nogueira americana, com apoios de plástico. Desenhado por Ico Parisi, em 1955. Edição Cassina.

Toda a colecção Cassina pode ser encomendada nas nossas lojas físicas.

REF. 83295

L.270 x A.74 x P.105cm

€7.626,00
- +

Disponibilidade imediata

Serviço de entregas

Concebida em 1955, o design desta mesa - uma peça de mobiliário considerada por Ico Parisi como um elemento central da casa - acompanha a carreira do Mestre e evolui com diferentes materiais e numerosas variações para diferentes clientes privados. 

A mesa Olimpino tem uma estrutura metálica tubular de secção quadrada, esguia, arrojada e reconhecível, composta por dois pares de montantes em forma de "Y", cujos braços internos superiores convergem para se juntarem sob o tampo, enquanto os braços externos divergem para bloquear a placa retangular do tampo, em vidro temperado monolítico, com um batente lateral em latão. As pernas, assim emparelhadas, são reforçadas por uma dupla travessa, também em metal, que se abre junto aos lados e forma um duplo "V". Os pés de seta em madeira maciça embelezam o design, assim como os grandes parafusos em latão.

Domenico Parisi (1916-1996), conhecido por Ico, nasceu em Palermo, filho de pais sicilianos residentes na região de Piemonte. Em 1925, a família Parisi mudou-se para Como, onde Ico obteve o seu diploma de inspetor de construção em 1936 e completou uma aprendizagem no Studio Terragni. O estúdio deu-lhe a oportunidade de contactar com figuras influentes da arquitectura e da arte de Como. Após a sua dispensa da frente em 1943, retoma o seu trabalho de design em Como, concentrando-se em mobiliário, stands de exposição e arquitectura de interiores. 

A produtividade de Parisi aumentou a partir da década de 1950, tanto na arquitectura como no design. Criou peças de mobiliário únicas com artesãos de Brianza e, mais tarde, desenhou para a produção industrial com empresas como a Cassina. No final dos anos 60, a sua pesquisa de design tomou uma nova direção com Contenitoriumani, criado com o escultor Francesco Somaini e apresentado no Salão do Móvel de Milão em 1968, definindo uma ideia utópica-existencial de viver. O auge do seu design e da sua exploração existencial ocorreu entre 1974 e 1976 com "Operazione Arcevia", um esforço interdisciplinar para projetar uma comunidade inteira. Apresentada na 76ª Bienal de Veneza e exposta na Galeria Nacional de Arte Moderna de Roma (1979), esta experiência sócio-urbana utópica conduziu à sua subsequente investigação gráfica, tema de numerosas exposições. 

Fundada em 1927 por Cesare e Umberto Cassina em Meda, perto de Milão, a Cassina lançou o design industrial em Itália na década de 1950, com base numa abordagem totalmente inovadora que marcou a transição da produção artesanal para a produção em massa. Ao longo da sua história, a Cassina tem sido um melting pot de figuras ilustres do design. Na década de 1950, forjou uma parceria icónica com arquitectos como Le Corbusier, Pierre Jeanneret e Charlotte Perriand, criando peças lendárias como a LC1 Sling Chair e o sofá LC2 Grand Confort. Essas colaborações revolucionaram o design de móveis, enfatizando a forma e a função em igual medida.

Um dos aspectos notáveis da Cassina é a sua capacidade de transcender épocas. As reedições de designs icónicos da marca mantêm a sua essência original enquanto se adaptam às sensibilidades modernas, apelando às novas gerações de entusiastas do design. Esta mistura de herança e relevância contemporânea é exemplificada em peças como a Chaise Longue LC4, um ícone intemporal de conforto e estilo. As colaborações da Cassina vão além dos arquitectos de meados do século. Estabeleceu parcerias com designers contemporâneos como Philippe Starck, Patricia Urquiola e Jaime Hayon, infundindo novas perspectivas nas suas colecções. Estas colaborações fundem diversas filosofias de design, resultando em peças eclécticas mas harmoniosas que ressoam com um público alargado.

No actual panorama do design, a Cassina é um bastião da inovação e do património, ultrapassando continuamente os limites enquanto honra o seu rico legado. O seu compromisso com o perfeccionismo na produção, combinado com uma abordagem de visão de futuro, garante a sua relevância e influência duradoura no mundo do design em constante evolução.